JANAINA FURTADO VEREADORA: CHEGA DE VIOLÊNCIA EM TARAUACÁ

Janaina Furtado
Depois de um final de semana marcado pela violência contra a mulher, reproduzo aqui a indignação das pessoas em relação ao que está acontecendo. Eu e acredito que todas as mulheres e homens de nossa querida cidade de Tarauacá, estão chocados com mais atos de violência extrema contra a mulheres. Uma jovem assassinada e outra esfaqueada, retratam um cenário complicado. Nada na vida justifica essas atitudes cruéis e perversas contra qualquer que seja o ser humano. A violência contra as mulheres é endêmica e precisa ser combatida por toda a nossa sociedade. Aqueles que praticam esse tipo de violência merecem ser punido aos rigores da lei.

Reproduzo aqui desabafos de algumas pessoas sobre esses fatos:

Professora Fátima Medina
Professora Fátima Medina - "As leis precisam urgentemente serem mudadas. Pois no meu ponto de vista a certeza da impunidade é o que mais incentiva a criminalidade. BASTA. Quanta violência em nosso município. O mais cruel de tudo isto é que o agressor, é aquele que um dia jurou amor eterno. Até quando vamos ter que noticiar esses absurdos. Misericórdia meu Deus....."

Professora Socorro Nery/Janaina Furtado
PROFESSORA SOCORRO NERY - "Olá amigos, compartilhar essa notícia é muito triste, mais uma vítima de Violência Contra a Mulher, diante de tantos os casos, um seguido do outro, ficamos impotentes diante de tanta crueldade, covardia, loucura de um homem que diz matar uma mulher por ciúmes, são sentimentos contrários do amor, algo desumano. MULHERES, não permitam que casos como esses venham aterrorizar nossas vidas. Toda mulher sabe em que condição está seu relacionamento conjugal, amoroso,procurem ajuda,denunciem, não confie demais, DÊ UMA CHANCE A VOCÊ!. A mulher não deve em nenhuma hipótese achar o que acontece com as outras, não acontece com ela, o homem dá vários sinais de sua covardia e muitas mulheres não denunciam por achar que é somente uma briga qualquer e que vai ficar tudo bem, em outros casos, ela acha que o marido não tem coragem, outras apanham em silêncio e não tomam nenhuma atitude para se proteger ou evitar casos como esses. Obviamente, que nada justifica tanta crueldade, já tiveram casos em nossa cidade monstruosos de Crimes contra a mulher,esse é mais um,triste demais".

Janaina furtado e Dr. Oscar Soares Junior
Advogado Oscar Soares Júnior - "Que a dependência econômica, afetiva ou seja ela qual for não desencoraje as mulheres de denunciar as violências por elas sofridas. Caso contrário teremos sempre notícias trágicas como a da jovem Rosângela Moraes. Cabe a nós assumirmos um pouco dessa responsabilidade. Em briga de marido e mulher se mete sim a colher."

Rosa Oliveira e Janaina Furtado
ROSA OLIVEIRA PRESIDENTE DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE - "Posso até está errada, mas se ter ciúme justifica matar alguém daqui a pouco não vai ter mais ninguém vivo, esse animal é muito é safado, ordinário, o que é comum são mulheres viverem com medo, muitas delas não denunciam, muitas denunciam, e isso não impede deles fazerem o que querem, tem que dar a eles o que eles dão, tortura, dor, e morte se matasse um, cada vez que uma mulher é morta esse não mataria mais ninguém.  Estou indignada estive no velório desta moça, vi o pai dela totalmente indignado, impotente, coitado, pois disse para mim, 'ele vai sair logo, minha filha se foi para sempre, e quem perdeu foi ela, nós da família e os dois filhos dela', pois essa moça tinha um filho de 2 anos e um 8 meses, segundo a família ela estava fazendo o mingau da criança quando ele cortou o pescoço dela, ele quase degolou ela, isso é triste para nós que somos mulheres, mães e filhas".

Janaina e Yonara 
YONARA MACHADO COORDENADORA MUNICIPAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS PARA AS MULHERES - "Indefesas... Com medo... sem armas para lutar com esses psicopatas".

Claudione Souza
CLAUDIONE SOUZA PRESIDENTE DA UJS - "Até quando nós mulheres vamos ser vítima dessa sociedade hipócrita e conservadora?"

Janaina Furtado e Raimundo accioly
PROFESSOR RAIMUNDO ACCIOLY - "Um final de semana marcado por agressões e assassinato de mulheres em nossa cidade faz com que a cultura popular justifique aquela máxima "AGOSTO É MÊS DO DESGOSTO". No sábado um maluco enfiou uma faca no pescoço e assassinou de uma garota de 21 anos alegando ciúmes e no domingo um sujeito desfere 8 facadas na es-esposa, além de notícias de mulheres agredidas fisicamente em vários locais da cidade. No caso do homicídio e da tentativa, na minha opinião, é o extremo da loucura e nada justifica uma atitude covarde, doentia e satânica de uma pessoa. Nada justifica.  E não adianta os apressadinhos oportunistas vir agora arranjar atribuir culpa ao prefeito, governador, presidente ou a qualquer órgão público. Ninguém poderia evitar um crime desses movido por extrema loucura. O que não se pode é imperar a impunidade. Nesses casos específicos a pena deve ser máxima.  Quantos casais estão vivendo assim em que o marido ou ex, ameaça a mulher diariamente e ela não tem coragem de denunciá-lo? Se a própria mulher ou membro da família, não criarem coragem de denunciar e a justiça ficar atenta para as denuncias, isso pode acontece regularmente. Não é o primeiro e nem será o último caso dessa cultura machista, idiota e criminosa que ainda impera na mente de muitos homens."
Fonte: Facebook

Comentários

MAIS LIDAS