Contato:

CONTATO: vereadorajanaina@gmail.com - 99776041

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

VEREADORA JANAINA FURTADO E REDE SUSTENTABILIDADE EM DESTAQUE NO MUNICÍPIO DE TARAUACÁ

Vereadora Janaina Furtado
A boa novidade da política em Tarauacá no ano de 2015 foi o surgimento da Rede Sustentabilidade, o novo partido criado no município, por um grupo de educadores. 

Ato de filiação na Rede Sustentabilidade em Tarauacá
O partido, que já ganhou a adesão e a simpatia de muitas pessoas, tem na Vereadora Janaina Furtado sua maior expressão, por conta de seu desempenho frente ao mandado. Janaina que foi escolhida coordenadora municipal da rede, foi eleita também para integrar a executiva estadual do partido. Ela tem desenvolvido um mandado com seriedade, simpatia e determinação, atuando na defesa da população tarauacaense, o que lhe rendeu um lugar de destaque na câmara de vereadores do município em 2015. 

Mandato propositivo
O mandato de Janaina Furtado, assim como a Rede sustentabilidade, fogem dos padrões conservadores da eterna e improdutiva briga entre oposição e situação. A parlamentar tem atuado com liberdade e autonomia, podendo se expressar publicamente sem ter que está vinculada aos grupos políticos conservadores, geralmente divididos entre os que estão no poder (chamados de situação) e os que estão fora dele (chamados de oposição). O mandato sob a orientação da Rede Sustentabilidade vai além disso. Propõe superar essa dicotomia, pensar na sociedade como um todo, respeitar as diferenças, reconhecer as tomadas de decisão que são benéficas ao povo, criticar os erros, denunciar e combater os inimigos do povo, ser propositivo e tentar unir as pessoas que, de fato, defendem os interesses coletivos. 

Professora e Vereadora Janaina Fuurtado
Janaina Araújo Furtado, 28 anos, casada, mãe de dois filhos, formada em pedagogia, além de vereadora, é professora concursada da rede pública de educação municipal. Na última eleição, recebeu 542 (quinhentos e quarenta e dois) votos, o que lhe rendeu a quinta colocação entre os onze vereadores mais votados, sendo a única mulher eleita no município, pelo PSD - Partido Social Democrático, mesmo partido da candidata a prefeita, Marilete Vitorino, que perdeu a eleição para Rodrigo Damasceno do PT. No final de 2015, Janaina Furtado se filiou na Rede sustentabilidade, sendo a primeira parlamentar acreana a integrar o partido idealizado pela Ilustre Acreana Marina Silva. 

Vereadora Janaina Furtado falando no encontro da rede
Sempre senti falta e sonhei em pertencer a um partido que pudesse se reunir frequentemente para discutir os nossos problemas, as boas ideias e as ações em defesa do povo da população da minha cidade”, disse Janaina ao se filiar na Rede. "Não uso meu mandato para fazer sensacionalismo político ou qualquer jogo eleitoreiro. O mandato conferido a mim pela população deve ser exercido essencialmente em sua defesa. É ISSO O QUE EU PENSO", finalizou a parlamentar.

Coletivo da Rede em Tarauacá
A criação da rede sustentabilidade em Tarauacá teve entre seus primeiros integrantes, um grupo composto de Servidores Públicos, Profissionais Liberais, Ativistas Culturais, Esportivos, Sindicalistas, Integrantes de Movimentos Sociais, Religiosos, Estudantes e pessoas da comunidade. Destaque para as filiações de da Vereadora Janaina Furtado, primeira parlamentar acreana a se filiar na rede, Professor José Eurico Paz, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Acre – Sinteac, Professor Raimundo Accioly, radialista, blogueiro e militante do movimento social, Radialista Antônio Alves Pereira, Professor Aldomir Albano, Presidente da Associação dos Músicos de Tarauacá, Professor Flávio Santos (Kbym), líder comunitário e desportista, Professora Socorro Neri, presidente da Rede de Mulheres Tarauacaenses – REMUT, Radialista F. Sales, Radialista Edilene Silva, Estudante Universitário Ricardo Lima, Sindicalista e Professor Edvan Barbosa e mais um grupo seleto de pessoas ligada a diversos segmentos. 

Eurico Paz coordenador da rede em Tarauacá
Sobre o posicionamento político da rede em relação à administração do Prefeito Rodrigo Damasceno em Tarauacá, os dirigentes do partido, deixaram claro que a intenção do partido é ser uma força política coerente, propositiva e exigente. “O que acharmos correto vamos elogiar e até, se possível, propormos melhorar, o que acharmos errado vamos combater e, se possível, propor as soluções. Só não vamos fazer a política do 'ódio, ou do amor extremo'. O que queremos é que haja harmonia, o que chamamos de sustentabilidade. Não vamos existir em Tarauacá para vivermos nos consumindo apenas no entorno da administração municipal. Vamos atuar em todos os setores da nossa sociedade”, disse Eurico Paz coordenador do partido. Em relação às eleições 2016 em Tarauacá, a rede irá reunir e debater com todas as forças políticas locais, apresentar o partido, suas idéias e ouvir  o que elas estão pensando sobre o processo eleitoral que vai escolher prefeito e vereadores da cidade. “O partido não nasceu com a rotulação tradicional de oposição ou situação. Estamos nascendo com a proposta de sermos alternativos. Em nossos quadros não haverá espaço para políticos carreiristas e que se utilizam dos poderes para se servirem e não servirem ao povo. Poderemos ter chapa própria para vereadores e também apresentarmos nossa candidatura majoritária. Poderemos também manifestar apoio e fazermos alianças com outras forças. Tudo vai depender do diálogo. Não estamos criando mais um partido para existir apenas numa pasta e só aparecer em período eleitoral como legenda de aluguel”, concluiu Eurico.

A Rede Sustentabilidade é fruto de um movimento aberto, autônomo e suprapartidário que reúne pessoas decididas a reinventar o futuro. É uma associação de cidadãos e cidadãs dispostos a contribuir de forma voluntária e colaborativa para aprofundar a democracia e superar o monopólio partidário da representação política institucional. A efetiva participação de brasileiros e brasileiras nos processos decisórios é condição fundamental para a promoção do desenvolvimento justo e sustentável. Aberta ao diálogo e construída com a participação direta de seus integrantes, a Rede Sustentabilidade é um espaço de mobilização e inovação, no qual floresce uma nova cultura política. Uma legenda capaz de abrigar candidaturas de cidadãos que não façam parte de seus quadros, mas que compartilhem de seus ideais, comprometida com a transparência de seus processos internos e empenhada na renovação de suas lideranças.

Plataforma de ação política da Rede sustentabilidade

Estamos construindo uma organização política diferente, que abra à sociedade uma porta para se engajar na quebra do monopólio que os atuais partidos exercem sobre o Estado, demonstrando que outra forma de governabilidade e poder político é possível e viável, com os objetivos de:

1) Mudanças no modelo econômico para a construção de um projeto de desenvolvimento socialmente includente e ambientalmente sustentável que considere como estratégias prioritárias:

2) Reforma do sistema político que permita a emergência de outro modelo de governabilidade que não se baseie na troca de vantagens fisiológicas para a manutenção de feudos de poder e garanta:

3) Educação pública e universal de qualidade em todos os níveis, integral inclusiva, formadora de cidadãos comprometidos com uma vida social solidária e sustentável e preparados para os desafios de uma sociedade cada vez mais demandante de informação e conhecimento, como princípio fundante de uma verdadeira República baseada na igualdade de oportunidades para todos.

4) Democratização do sistema de comunicação, garantindo-se a liberdade de expressão, transparência, livre acesso à informação e ao conhecimento, valorização das diversas formas de manifestação cultural e o princípio de neutralidade da rede, a governança com ampla participação de setores da sociedade civil e uma banda larga de qualidade.

5). Respeito aos direitos humanos, garantia de igualdade de gênero e repúdio a todas as formas de discriminação: étnica, racial, religiosa, sexual ou outras, garantindo a cada grupo espaço próprio de participação política e de respeito e atenção às suas demandas específicas.

6) Redução das desigualdades e erradicação da pobreza por meio da garantia do acesso e da oferta de oportunidades a indivíduos e famílias, para sua inclusão na sociedade.

7) Universalização e melhoria dos serviços de saúde, com ênfase na atenção básica, da qualidade de vida com condições dignas de moradia, alimentação saudável e em quantidade suficiente, prevenção de doenças, saneamento básico, redução da violência e promoção da cultura de paz como valores centrais das políticas governamentais.

8) Defesa dos Direitos animais por meio da abolição de todas as formas de crueldade contra animais e de políticas púbicas para o bem-estar de animais urbanos, selvagens e de uso comercial.

9) Reforma urbana que transforme nossas cidades em espaços saudáveis, democráticos e seguros, que garanta o direito a moradia como forma de cidadania e possibilite o redirecionamento do investimento em mobilidade para priorizar os pedestres, o transporte ativo e o transporte público.

10) Política externa baseada na cultura da paz, na promoção dos direitos humanos, da autodeterminação dos povos, do não intervencionismo bélico, de uma ampla democracia e da sustentabilidade e comprometida com a redução das desigualdades e a construção de instituições efetivas de governança global. Promoção do debate, do intercâmbio e do diálogo a nível internacional com outros movimentos e partidos que defendam as mesmas bandeiras propostas pelo Partido.

Da Assessoria Parlamentar
com informações do Site

Nenhum comentário:

Postar um comentário