Contato:

CONTATO: vereadorajanaina@gmail.com - 99776041

sexta-feira, 19 de setembro de 2014

JANAINA FURTADO VEREADORA: A PONTE DO RIO TARAUACÁ E O POVO JÁ ESTÃO NO LIMITE DA TOLERÂNCIA

Se nada for feito vamos protestar
Estive hoje visitando a ponte sobre o Rio Tarauacá, que está com sua estrutura comprometida em uma de suas parte. 

Rachadura recente na estrutura provisória causa medo ao povo
Recebi muitas reclamações da população, de comerciantes e condutores de veículos, preocupados com a possibilidade de interdição da mesma o que causará prejuízos incalculáveis para o povo. Além disso, a população ameaça interditar a ponte para chamar a atenção do s governos para o problema.

Janaina Furtado
Ainda no mês de maio deste ano, a ponte foi interditada e recebeu um serviço de manutenção por parte de equipes do Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre), juntamente com o Corpo de Bombeiros, Prefeitura de Tarauacá, Exército Brasileiro e Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).  Rampas de ferro foram colocadas para garantir a trafegabilidade até a chegada do verão, período em que seriam realizados serviços de contenção na margem do rio. 
Estrutura da Ponte
Acontece que o verão já está acabando e nada foi feiro. A estrutura que foi colocada para garantir a trafegabilidade já está também comprometida. No mês passado estive em Rio Branco para falar com o diretor Geral do Deracre, Ocirodo Oliveira Júnior sobre esse problema, mas não foi possível por conta de que ele teve que viajar até Porto Velho. 

estrutura comprometida
Diante da situação, tomei a liberdade de ligar para o diretor na manhã de hoje e ele me garantiu que na próxima segunda feira, 22 de setembro, o Deracre irá começar os serviços de recuperação da ponte para que o tráfego não seja interditado. 

Verão já está no seu final e nada foi feito até agora
Se os serviços não iniciarem na data prevista convido a população para nos reunirmos e discutirmos a realização de uma grande manifestação popular com a possibilidade de bloquearmos a ponte.

JANAINA FURTADO


Nenhum comentário:

Postar um comentário