Contato:

CONTATO: vereadorajanaina@gmail.com - 99776041

sábado, 9 de janeiro de 2016

Vereadora Janaína Furtado participa da cerimônia de posse dos novos Conselheiros Tutelares de Tarauacá




O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) empossou na última sexta-feira (08) de janeiro, os 05 (cinco) novos conselheiros tutelares e seus respectivos suplentes.


O evento foi realizado na Câmara de vereadores, e contou com presença de membros do conselho e representantes de instituições ligadas à rede de proteção à criança e ao adolescente. Foram os primeiros conselheiros eleitos pelo processo unificado e vão exercer o cargo por quatro anos.


A vereadora Janaína Furtado, que é uma parceira do conselho local, se fez presente na solenidade. A mesma há tempo vem trabalhando em pela valorização dos nossos conselheiros. A mesma conquistou o repeito da maioria.

"Gostaria de cumprimentar os nossos gloriosos conselheiros e seus suplentes e dizer que é sempre uma alegria poder prestigiar eventos do Concelho Tutelar. Sei da importância desse trabalho para nossa sociedade, que infelizmente na maioria das vezes, nossos conselheiros não são valorizados como deveriam. A falta de muitas autoridade na posse dos conselheiros, nesta noite, é um exemplo de desprestígio por partes dos governos. Que nos possamos incentivar e conscientizar as pessoas do nosso município para que possa conhecer o trabalho do Concelho Tutelar. No mais eu quero desejar sucesso a todos vocês", disse a Vereadora Janaína.

Tomaram posse os seguintes conselheiros.

1- Antônio Teles;
2- Rosa do PETI;
3- Camila Figueiredo;
4- José Carlos;
5- Antônio Elino;

Suplentes:

1- Rosa do Ipepaconha;
2- Eliana Farias;
3- Lesivaldo Alves;
4- Raimunda Mota;
5- Maria José Damasceno;

O Conselho Tutelar é um órgão permanente e autônomo, não jurisdicional, encarregado pela sociedade de zelar pelo cumprimento dos direitos da criança e do adolescente. A principal função dos conselheiros tutelares é de atender crianças e adolescentes ameaçados ou que tiveram seus direitos violados e aplicar medidas de proteção como determina o Estatuto da Criança e do Adolescente sempre com o acompanhamento do Ministério Público e do Poder Judiciário sempre com o acompanhamento do Ministério Público e do Poder Judiciário.











Nenhum comentário:

Postar um comentário